Archive for janeiro 2011

Penne ao molho cremoso de frango e tequila

xxx

Esse fim de semana fiz essa receita que aprendi em um curso de massas! Muito gostosa e prática!

Ingredientes:

  • 400 gr de massa tipo penne cozida conforme instruções do fabricante
  • 700 gr de peito de frango cortado em cubos e temperados com 2 colheres de sopa de molho shoyo (deixe marinando por 3 horas)
  • 1/2 xícara de cebola picadinha
  • 1 colher de sopa de alho picadinho
  • 1 pimenta dedo de moça sem sementes picadinha
  • 3 colheres de sopa de manteiga
  • 1 colher de sopa de azeite
  • 1/2 xícara de caldo de frango (dissolva 1/2 tablete de caldo de galinha em 1/2 xícara de água fervente)
  • 3 colheres de sopa de tequila (opcional)
  • 1/4 de xícara de salsinha picadinha
  • 2 colheres de suco de limão
  • 1 xícara de pimentão vermelho cortado em cubinhos
  • 2 xícaras de creme de leite fresco

Em uma panela, aqueça a manteiga e o azeite, junte a salsinha, a cebola, o pimentão, a pimenta dedo de moça, o alho e refogue rapidamente. Logo após, junte o caldo de frango, a tequila, o suco de limão e assim que levantar fervura, junte o creme de leite fresco. Abaixe o fogo e cozinhe até que o molho tenha incorpado ligeiramente. Apure o sal e reserve.

Aqueça um fio de azeite em uma frigideira grossa e sele os cubos de peito de frango aos poucos até que eles estejam dourados.

Ao final,  misture a massa já cozida com o molho e o frango grelhado. Decore com salsinha e uma pimenta dedo de moça!

BerinjeLary

xxx

XXX

Meu São Benedito do Flambado!

Berinjela é bom demais!

Vamos combinar: é impossível que não exista uma receita de preparo de berinjela para todo e cada gosto, por mais complicado que seja este gosto.

Por exemplo, para quem diz que não gosta de berinjela de jeito algum, experimente fritá-las em rodelas pré passadas na massa de tempura! Santa Teresa do Gratinado, irresistíveis!!! Já para aqueles que dizem apenas tolerar o sabor, deixe cair um fio de mel sobre as irresistíveis da última frase, sirva e espere pra ver se sobra alguma coisa, além da travessa para lavar.

Cá entre nós, versatilidade é coisa que não falta para a divina berinjela! Imagine, já emplacaram até o homem-berinjela!!! (Ops! Desculpem a licença humorística, não resisti.)

Mas… Ok, vamos aos fatos. Essa fantástica receita “hispânica” que trago aqui tem dedos e segredos de uma goiana, que vive entre Brasil e Espanha já há alguns anos. Hoje, essa alquimia é destaque no cardápio da melhor bodega da cidade de Granada, Espanha, a “La Taquilla”, onde a psicóloga Larissa Nobre (Lary, para os amigos) trabalhou durante a sua última temporada européia sob o comando do inoxidável Enrique de la Blanca (veja,  na categoria “Comer, pensar, viajar”, o Post de 30 de novembro de 2010 sobre esse lugar especial e mágico).

Claro, não será, jamais, a “berenjena de la Taquilla”, pero

Mesmo sem o encantamento original -degustá-la no autêntico ambiente andaluz, regado aos telúricos vinhos espanhóis- nos restará, sempre, a deliciosa experiência de sabores e texturas que, mal ou bem, sempre serão universais, apesar dos sotaques, seja da famosa erre retroflexa goiana, ou da inconfundível última letra sempre comida “andalú”. O fato é que a briga (ou o casamento, depende do ponto de vista) entre a mordida do queijo de cabra e a soprada da geléia, sobre a fibrosidade da berinjela, é maravilhosa!

XXX

Ingredientes:

  • 2 berinjelas médias cortada em cubinhos
  • 1 cebola cortada em cubinhos
  • 1 pitada de noz moscada
  • 1 pitada de canela em pó
  • sal e pimenta do reino à gosto
  • 1 copo de vinho doce
  • 1 colher de sopa de manteiga
  • azeite de oliva
  • queijo de cabra
  • geléia de pimenta

XXX

Primeiro, refogue a cebola no azeite, com o fogo baixo, pra não dourar, mas apenas ficar transparente. Depois, junte a berinjela e um pouco mais de azeite, e continue refogando. Pingue um pouco de água, tempere com sal, pimenta do reino, noz moscada e canela em pó. Mexa mais um pouco e deixe cozinhar. Quando a berinjela estiver macia, acrescente o vinho. Deixe o álcool evaporar, abaixe o fogo, coloque a manteiga, misture e tampe a panela, para que a berinjela termine seu cozimento e se torne ainda mais tenra.

Coloque cada porção de berinjela em uma forminha ou aro, cubra com uma boa fatia do queijo de cabra e leve ao forno (já quente) por uns 5 minutos, para que o queijo derreta e gratine. Desenforme e sirva com uma colherada da geléia de pimenta por cima de tudo.

XXX

XXX

XXX

No caso específico das fotos, aqui, tivemos a sorte de poder compartilhar estas berinjelas com um tinto madrilhenho intenso dos bons, o “Tagonius”, versão “Crianza 2004″ (45% Tempranillo, 40% Cabernet Sauvignon, 15% Syrah). É bem provável que seja quase impossível comprar este vinho em lojas brasileiras. No entanto, tente outro espanhol, da região de Valdepeñas, caminho entre Madrid e Andalucía (100% da uva 100% espanhola, a “tempranillo”), facilmente encontrado em muitos supermercados brasileiros a preços muito acessíveis, o “Pata Negra”, em geral, o “Gran Reserva”. Por que? Porque o legal seria priorizar um vinho intenso e encorpado, como os espanhóis, de modo a não ficar atrás do marcante sabor do queijo de cabra. Ou seja, enquanto existem regras para se evitar a contradição entre bebida e comida, aqui, o divertido poderia ser fazer uma torear a outra.

Outra licença tupiniquim (o certo seria dizer “antropofágica”) foi substituir a geléia indicada de “remolacha” (uma geléia de beterraba muito utilizada na Espanha) pela pura e assumida provocação da geléia de pimenta. Por fim, há que se dizer, ainda, que não é muito fácil encontrar no Brasil queijos de cabra curados com o grau de maturação e ponto de fusão que se encontram na Espanha, pero… A única coisa que eu posso dizer é que ficou bom demais da conta!

XXX

¡Que aprovechen!

XXX

XXX

XXX

XXX

Pãozinho de cebola

xxx

Essa receita me lembra infância. Minha mãe fazia muito esse pãozinho para o lanche da tarde e eu adorava. Esses dias,  folheando um caderno de receitas antigo, me deparei com a receita! Deu saudades e não resisti!

Ingredientes:

  • 1 copo de leite morno
  • 1/2 copo de óleo
  • 3 ovos
  • 2 colheres de sopa de fermento
  • 1 colher de sobremesa de sal
  • 1 cebola grande
  • 2 colheres de sopa de margarina
  • 3 colheres de sopa de açúcar refinado
  • aproximadamente 1 kilo de farinha de trigo

No liquidificador, bata todos os ingredientes, com exceção da farinha de trigo. Despeje o líquido em uma bacia e incorpore a farinha de trigo aos poucos, mexendo com uma colher de pau até a massa ficar mais consistente e você poder utilizar as mãos. Nesse momento, retire a massa da bacia e transfira para uma bancada enfarinhada. Sove bem, colocando a farinha de trigo até a massa formar uma bola, não muito dura e levemente pegajosa. Sobrará, aproximadamente, uns 2 dedos no saquinho de farinha de trigo.

Faça bolinhas do tamanho que preferir, distribua em assadeiras levemente untadas e coloque para crescer. Para calcular o tempo de crescimento, coloque uma  bolinha de massa em um copo com água, assim que essa bolinha subir e “boiar”, deixe crescer por mais 40 minutos. De preferência, deixe as bolinhas crescendo no sol. Pincele gema de ovo e leve para assar em forno médio até que os pãezinhos estejam dourados.

Com o pãozinho ainda quentinho, parta-o ao meio e regue azeite ou passe manteiga!!

Nez Bistrô – Recife

Quando estive em Recife no final do ano passado, queria jantar em algum lugar bacana. Como sou leitora de vários blogs, não só gastronômicos, mas também de moda, beleza e afins, me lembrei de um post que vi no blog Garotas Estúpidas, onde a blogueira Camila Coutinho indicava o restaurante do seu pai, em Recife!

Pronto! Só de ver as fotos fiquei tentada e resolvemos ir até lá!

O lugar é super charmoso e aconchegante, sem contar o atendimento, que é nota 10! Mas vamos ao que interessa: os pratos! Resolvemos seguir algumas recomendações da Camila e, de entrada, pedimos “Gratin de Prima Donna“: nacos de queijo prima donna com crosta de açúcar caramelado, queimado com maçarico. Uma delícia!


xxx

Os pratos principais foram:Oxxxxx

1. Robalo com crosta de ervas finas acompanhado de risoto de limão siciliano.

xxxx

2. Camarões empanados acompanhados de risoto de alho poró e crisps de Parma. Divinos!

xx

De sobremesa (a parte que eu mais amo!), fomos de “Chiquita Bacana: petit gateau de banana com sorvete de canela e farofa crocante. Uma perdição!!!

x

Fica, então, a dica pra quem for a Recife! Não deixe de conhecer o Nez Bistrô. xxxx

Praça de Casa Forte ,314 Recife-PE | Telefone: (81)3441.7873
Aberto de terça a sábado para jantar e, aos domingos, para almoço!

xxxx

Palitinhos de queijo

XXX

Há receitas que são de família, passam de geração a geração como se fossem preciosas fotografias que, ao invés de desbotarem com o tempo, seguem sempre novamente reveladas, pois, ao invés de contarem sempre a mesma história de um instante, vão acrescentando novos e novos instantes a mesma história. Há receitas que têm sobrenome.

Não é o caso desta. Aliás, é tão popular e difundida, que já faz sucesso em quase todas as padarias e quitandas de Goiânia e arredores há muito, mas muito tempo mesmo!

XXX

XXX

No entanto, e caprichosamente, a forma como essa receita chegou ao meu caderno, consequentemente à minha cozinha e, logo, ao MyFaceCook acabou sendo, sim, coisa de família.

Não seguiu a linha reta das avós, mães, filhas e netas, mas veio dobrando as esquinas de três gerações (que eu saiba): de sogra para nora. Quero dizer: aprendi da mãe do meu marido que, por sua vez, aprendeu com a mãe de seu marido (a qual, quem sabe, possa ter aprendido também com a sua própria sogra).

O fato é que é muito boa essa sensação de fazer parte de uma história de fornos, fogões e boas receitas! Então, pensei: se acaso eu vir a ter um varãozinho, acho que devo prometer passar esta receita para a então “prometida”, não é?

XXX

XXX

Ingredientes:

  • 1 litro de polvilho doce
  • 1 litro de queijo minas curado ralado fino
  • 1/2 xícara de leite
  • 1 xícara de óleo (não cheia)
  • 2 colheres de sopa de manteiga
  • 1 pitada de sal
  • 3 ovos (se precisar 4)XXX

Misture todos os secos. Depois junte a manteiga, ovos, leite e óleo e amasse bem. A massa deve ficar mais durinha.

XXX

XXX

É… Língua de sogra conta muita coisa boa!

XXX

XXX

XXX

Torta trufada com praliné de nozes

Posso dizer que essa torta é de minha autoria! Pesquisei uma idéia de massa aqui, o recheio ali, incrementei a cobertura, alterei alguns ingredientes e o resultado foi esse! Uma torta gelada, não muito doce, cremosa e com uma superfície crocante!

Essa torta é feita em 3 etapas: Massa de base, recheio e cobertura (que é o praliné).

Massa:

  • 1 pacote de bolacha Maizena
  • 100 gr de margarina derretida (4 colheres de sopa)
  • 2 colheres de sopa de cacau em pó (ou chocolate em pó)

Triture a bolacha no processador ou liquidificador, até virar uma farinha. Acrescente a margarina derretida, o cacau em pó e misture para formar uma farofa. Forre o fundo e a lateral (apertando com as pontas dos dedos) de uma forma redonda de fundo removível. Leve ao forno médio, pré-aquecido, por 10 minutos. Reserve.

Recheio:

Creme amarelo:

  • 1 lata de leite condensado
  • 1 lata de leite
  • 2 gemas peneiradas
  • 2 colheres de sopa de maizena (dilua no leite para não empelotar)
  • 1 colher de chá de essência de baunilha
  • 1 caixinha de creme de leite

Coloque todos os ingredientes numa panela, menos o creme de leite. Leve ao fogo mexendo sempre até engrossar, fica com a textura de um mingau. Deixe esfriar por completo e coloque o creme de leite. Despeje esse creme na massa já fria da torta.

Creme ganache:

  • 100 gr de chocolate meio amargo
  • 100 gr de chocolate ao leite
  • 1 caixinha de creme de leite

Coloque os chocolates em barra num refratário e leve ao microondas por 1 minuto. Acrescente o creme de leite e misture bem até virar um creme brilhoso. Despeje esse creme sobre o creme amarelo e leve para a geladeira.

Praliné de nozes:

  • 150 gr de açúcar
  • 1 colher de sopa de margarina
  • 1 xícara de nozes quebradas grosseiramente

Leve o açúcar ao fogo baixo até fazer um caramelo claro. Acrescente a margarina e misture até que ela esteja derretida. Junte as nozes e mexa bem. Despeje esse caramelo numa superfície untada (bancada de granito ou uma assadeira) e deixe esfriar. Depois de frio coloque dentro de um saquinho plástico e utilize um martelo de carne para triturar até virar uma farofa grossa e crocante. Polvilhe essa farofa sobre a torta já gelada.

Deixe a torta por aproximadamente 1 hora no freezer antes de desenformá-la para servir.

Taça de brigadeiro e morangos por Cynthia

Mais uma receita testada e aprovada para o YourFaceCook !

Você que testar em sua casa, em seu estabelecimento, algumas das receitas aqui publicadas; fotografe, comente (o processo, o resultado…), e envie para blogmyfacecook@gmail.com , que elas também poderão ser publicadas!

Segue o email de uma leitora:

Lorena, sucesso total novamente!!! E olha que duvidei dessa receita, que o sabor seria bom, rs! Achei que ficaria estranho (por causa do aceto balsâmico)…

Surpreendente!!! A família (principalmente o maridão) adorou. Estou mandando fotos…

bjs,
Cynthia Borges

 

Assim como… Água para chocolate

XXX

Sinopse:

Agora você tem a oportunidade de assistir a esse conto erótico que seduziu a crítica e espectadores de todo o mundo. Tita (Lumi Cavazos) e Pedro (Marco Leonardi) estão perdidamente apaixonados. Porém, esse amor é proibido por uma antiga tradição familiar. Para ficar perto de Tita, Pedro se casa com sua irmã mais velha. E Tita para mostrar toda sua paixão por Pedro, prepara pratos que proporcionam muito prazer a todos. Agora, na cozinha de Tita, temperos comuns se transformam em receitas da mais pura paixão. Suas criações trazem as lágrimas de um ardente desejo ou uma dor crônica enquanto Tita e Pedro esperam pelo momento de realizar seus mais secretos desejos.

XXX

  • título original: Como agua para chocolate
  • lançamento: 1993
  • direção: Alfonso Arau
  • atores: Lumi Cavazos, Marco Leonardi, Regina Torne, M. Martinez, Ada Carrasco, Claudette Maille, Yareli Arizmendi, Pilar Aranda, Rodolfo Arias, Farnesio DeBernal, Joaquin Garrido, Regino Herrerra
  • produção: México
  • duração: 104 min

trailer

XXX

***

XXX

Em 2009, meu marido e eu fizemos uma viagem para o Chile. Em Santiago, conhecemos um restaurante que foi inspirado nesse inesquecível filme mexicano.

Como Agua para Chocolate” possui um ambiente muito romântico e descontraído, com uma decoração colorida, uma fonte entre as mesas, e até uma cama usada como mesa. O cardápio é bem variado e oferece também alguns pratos afrodisíacos, claro, para não deixar de remeter à incrível e famosa “codorna com rosas” do filme de Arau.

XXX

Como entrada, comemos  um fondue de queijo com camarões, acompanhado de nachos. Uma delícia!

Como prato principal, meu marido pediu uma costela com cogumelos, enquanto eu comi um salmão com um mix de vegetais. Os pratos eram lindos e muito saborosos!

Se, um dia, você tiver a oportunidade de ir a Santiago do Chile, não deixe de conhecer esse restaurante, mas, antes, assista o filme que, além de ser um clássico imperdível da “realidade fantástica” que caracteriza a literatura latinoamericana desde a Argentina até o México, é meio obrigatório para que se entenda melhor a configuração do lugar, assim como para “entrar no clima”.

XXX

www.comoaguaparachocolate.cl
Av. Constituición, 88 – Santiago – Chile
Fone: (56 02)777-8740

XXX

Bolo de fubá e laranja

Sabe aquele bolo que perfuma a casa toda e te convida à sentar e relaxar? Esse bolo é assim!

Eu adoro bolo de fubá, mas essa receita com laranja deixa o bolo suave e delicado, perfeito para acompanhar um café!

Ingredientes:

  • 120 ml de óleo
  • 2 ovos
  • 150 gr de açúcar
  • 120 ml de suco de laranja
  • 100 gr de fubá
  • 145 gr de farinha de trigo peneirada
  • 2 colheres de chá de fermento em pó
  • raspas da casca de 1 laranja

Numa tigela, misture o óleo, os ovos, o açúcar e o suco de laranja. Depois acrescente a farinha de trigo, o fubá, as raspas e o fermento, mexa bem. Despeje numa forma de buraco, untada e enfarinhada, e leve ao forno pré-aquecido à 200 graus por aproximadamente 40 minutos.

Espere esfriar e desenforme!

Polvilhei açúcar de confeiteiro, cortei um belo pedaço e me deliciei!

Denise & Cynthia

XX

Ok, é claro que, com este Blog, eu esperava poder dividir experiências, compartilhar informações, despertar interesses… Inclusive, eu desejava que as minhas sugestões fossem consideradas, minhas dicas conferidas e, sobretudo, minhas receitas testadas. No entanto, o que eu realmente não esperava, confesso, era receber excelentes fotos destes “testes” muito bem feitos, enviadas por queridas(os) amigas(os) e seguidoras(os) do MyFaceCook.

Ótimo!!! Genial!!!

Então, pensei… Se o MyFaceCook já possuía a vocação de ser um Blog aberto a sugestões, opiniões, dicas e receitas de quem o acompanha, por que não inaugurar uma categoria totalmente dedicada a estas(es) blogueiras(os), postando, inclusive, as suas execuções e interpretações do que nele for publicado?

Assim, para e por vocês, nasce, hoje, uma nova categoria: YourFaceCook!

Você que testar em sua casa, em seu estabelecimento, algumas das receitas aqui publicadas; fotografe, comente (o processo, o resultado…), e envie para blogmyfacecook@gmail.com , que elas também poderão ser publicadas!

XX

Pra começar em grande estilo, aqui estão as fotos de duas belíssimas sobremesas feitas por Denise Costa para o último Natal / aniversário de seu irmão:

Charlotte de Morango:

XX

Torta de limão e chocolate:

XX

Desta mesma torta de limão e chocolate (que parece ter feito sucesso, heim?), recebi também fotos enviadas por Cynthia Borges:

XX

Lindas e maravilhosas, não?

Ambas me relataram que, fazê-las, foi super tranquilo e prazeroso, além de que, servidas, “bombaram”! Não sobrou nada!

Valeu Denise! Valeu Cynthia!

Espero mais!

XX