Archive for maio 2011

Esfiha boa é esfiha quente!

xx

Faz um tempinho que constava da minha lista de “pequenos pecados” ir até o centro de Goiânia comer uns típicos salgados de lanchonete. Não em qualquer lugar (embora existam muitas opções), mas especificamente naquele que, nos tempos de colégio, costumava “bater o ponto” da hora do lanche.

***

***

Pois o lugar continua absolutamente pitoresco! Uma alquimia hipnotizante de cheiros apimentados, temperos acebolados, cores frutadas, superfícies assadas, brilhos gratinados… E, fundamental: o melodioso alarido de clientes famintos e atendentes “pratas da casa”, em meio ao organizado burburinho de pedidos gritados e amistosas conversas de balcão de bar! Tudo isso misturado desperta em nós essa irresistível memória saborosa de um dia feliz… (mas sem o Ronald)

***

***

***

***

A “Esfiha Quente” existe desde fevereiro de 1990, no mesmo número 731 da rua 4, no centro da cidade. Vale muito à pena sair um pouco das recentes e badaladas rotas do estilo “Vejinha”, que priorizam os Setores, e dar uma escapulida até o centrão para comer um salgadinho da terra (ou, no caso da “Esfiha Quente”, salgadão). Afinal, o melhor salgadinho do mundo é brasileiro!!! Né, não?

***

***

É batata! Não tem decepção! Quer dizer, é pastel, enroladinho, pizza, empadão, quibe, americano e, sobretudo, esfiha, claro! A única coisa que nunca é salgado no lugar é a conta! (Que só pode ser paga com dinheiro tão concreto quanto o recheio dos salgadinhos: não se aceita dinheiro de plástico, ok? Nada de cartões.) E os sucos? Ah… Os sucos! Tudo feito na hora, com direito às misturas mais inusitadas que cada um seja capaz de inventar. Basta pedir, que o copão chega em segundos.

***

***

Nessa tarde fresca de “Esfiha Quente”, então, eu juntei a fome com a vontade de comer! Ou seja, juntei essa minha adiada vontade “de pecar” com a fome da bebê. Na verdade, ela só virá em dezembro, mas já anda sendo introduzida ao que é bom. E, já sabemos, com desejo de grávida e educação infantil não se brinca! Se aproveita!!!

***

***

Aproveite, também, e dê uma passadinha lá na “Esfiha Quente”, eu recomendo – mesmo que você não esteja grávida(o).

***

Esfiha Quente
Rua 4, 731
Centro · Goiânia
(62) 3229-4131

***

Linguado ao molho de vodka e poivre

xx

Ingredientes:

  • 1,200 kg de filés de linguado descongelado
  • 500 gr de camarão médio, previamente grelhado com azeite
  • 1 maço de folhas de rúcula, murchas em uma frigideira com azeite, temperadas com sal e pimenta do reino

Tempere os filés de linguado com sal e pimenta do reino a gosto, coloque um camarão dentro e enrole até formar um rolinho, prenda com um palito e reserve.

Molho cremoso de vodka e poivre:

  • 2 colheres de sopa de azeite
  • 1/4 de xícara de cebola picadinha
  • 1/2 colher de chá de alho picadinho
  • 1/2 xícara de vodka
  • 3 colheres de sopa de suco de limão
  • 2 garrafinhas de creme de leite fresco
  • 2 colheres de sopa de pimenta do reino verde em conserva (lave com água corrente numa peneira) – Opcional
  • 1/4 de xícara de salsinha picadinha
  • sal e pimenta do reino a gosto

Em uma frigideira, aqueça o azeite, murche a cebola, junte o alho e em seguida a vodka com o suco de limão. Deixe ferver por alguns minutos e acrescente o creme de leite fresco. Abaixe o fogo e deixe cozinhar até que esteja encorpado, aproximadamente 10 minutos. Junte a pimenta do reino verde em conserva, apure o sal e coloque a salsinha.

Montagem:

Disponha a rúcula sobre um refratário, por cima encaixe os rolinhos de linguado e regue com o molho de vodka e poivre. Leve ao forno quente por 20 minutos ou até que o peixe esteja cozido.

Dica: o recheio de camarão pode ser substituído por aspargo ou pimentão.

xx