Crème brûlée


quem

Enfim, realizei meu primeiro sonho em 2011! Fiz crème brûlée!

Pra quem não conhece, esta é uma sobremesa francesa, que significa creme queimado. Um creme à base de ovos, creme de leite, açúcar e baunilha, com uma crosta de açúcar queimado. É servido gelado em tigelinhas individuais.

Pesquisei muitas receitas, mas resolvi por essa, que achei mais simples, e que rendeu 6 tijelinhas.

  • 8 gemas peneiradas
  • 2 xícaras de creme de leite fresco
  • 1/3 de xícara de açúcar
  • 1 fava de baunilha
  • açúcar cristal para queimar

Na batedeira, bata por uns 5 minutos as gemas e o açúcar até virar um creme claro. Com a ponta de uma faca, corte a fava no comprimento e raspe todas as sementinhas da baunilha. Acrescente o creme de leite fresco, as sementinhas da baunilha e misture bem. Se não tiver a fava de baunilha, use uma colher de chá de essência.

Distribua o creme nas tigelinhas e coloque em um refratário com água quente. Asse em banho-maria por aproximadamente 40 minutos, até que as bordas estejam firmes, mas o centro ainda solto. Deixe esfriar e leve pra geladeira por, no mínimo, 2 horas.

quem

quem

Quando tirei da geladeira, vi que havia criado uma massinha na superfície, a qual retirei com uma faquinha, pra ficar só o creme. Da próxima vez, antes de ir ao forno, vou deixar o creme descansar uns 10 minutos e, depois, retirar a espuma que se forma, para que ela não asse.

Depois de gelado, polvilhe 1 colher de sopa de açúcar em cada tigelinha e use um maçarico para caramelizar.

quem

quem

Quem não tem um maçarico, pode caramelizar com as costas de uma colher aquecida. Coloque a colher para esquentar em uma chama do fogão, depois passe as costas da colher fazendo movimentos circulares até que o açúcar caramelize.

quem

quem

Terminada a caramelização, e após resfriada na geladeira, a “crème brûlée” se torna uma sobremesa delicada e até um pouco divertida, ótima pra surpreender gostos, uma vez que sob a firme crosta de açúcar, se esconde um creme de textura muito homogênea e aveludada, cor agradável, cheiro irresistível de baunilha e gosto levemente adocicado.

Sugiro que a experimentem após alguma refeição sem carnes gordurosas, temperos fortes ou molhos carregados, cujo acompanhamento pode ter sido um vinho branco de mesa, e que este mesmo vinho (de preferência resfriado, não gelado, devido ao nosso clima tropical) permaneça como acompanhamento desta sobremesa também fria. Desfrutem!

quem

One Response to “Crème brûlée”

Leave a Reply